Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Segundo a imprensa desportiva, o Benfica terá já vendido os direitos económicos de André Gomes, por 15 milhões de euros.

No entanto, essa venda terá sido feita ao empresário Jorge Mendes, e não a nenhum clube específico, ficando agora a responsabilidade de encontrar um novo clube nas mãos do empresário.

Fala-se no Mónaco, no Liverpool, no Manchester City, mas ainda não é certo que o jogador saia para um desses clubes, e que o faça ainda em Janeiro.

 

Mas, será que esta venda fez sentido para o Benfica?

Nesta questão, há um claro dilema entre o curto prazo e o médio prazo.

Tratando-se de um jogador que não é titular e joga pouco na equipa principal, não há prejuízo desportivo com a sua saída já.

O Benfica não fica mais fraco sem ele, como ficou sem Matic. 

E o benefício financeiro é evidente: são 15 milhões de euros por um jogador formado no clube, que custou muito pouco em salários até agora.

Portanto, a curto prazo, a venda faz sentido, pois entra dinheiro e não há perda de qualidade da equipa.

 

Porém, se pensarmos no médio prazo, a 3 anos, fará sentido vender um jogador que poderia ser titular do Benfica e valorizar-se muito?

Com a idade e o talento que tem, André Gomes poderia ser titular no próximo ano, e fazer mais uma ou duas épocas na Luz.

Se tudo corresse bem, daqui a 2 ou 3 anos, poderia valer cerca de 25 milhões de euros, ou mesmo mais.

Os salários que o Benfica lhe teria de pagar teriam de ser deduzidos a esse valor de venda, mas talvez valesse a pena.

 

É este o ponto central, o dilema mais importante da formação.

Os jogadores devem vender-se jovens, aos 20,21, ou devem jogar 3 anos no clube, e só ser vendidos aos 24,25 anos?

Há um problema de risco, pois ninguém sabe se as coisas vão correr bem, e se daqui a 2 ou 3 anos um jogador vai mesmo valorizar tanto.

Podem existir lesões, divergências com os treinadores, desmotivação, e não é certo que tudo corra bem.

Mas, mesmo assim, não valerá a pena correr o risco e manter os jogadores talentosos que foram formados no clube mais tempo, retirando com isso resultados desportivos e financeiros?

Pela minha parte, tenho pena que o Benfica venda tão cedo jogadores. Como tenho pena que Bruma ou Ilori tenham saído do Sporting.

Compreendo perfeitamente as necessidades financeiras dos clubes, bem como os desejos de jogadores e empresários, mas a verdade é que me parece cedo demais.

 

Quando olhamos para o que aconteceu a muitos jogadores portugueses que saíram cedo demais, vemos que a norma é eles não terem triunfado à primeira.

Hugo Viana, Simão, Quaresma, Manuel Fernandes, Bruma, Ilori, e muitos outros, foram vendidos muito jovens, e não conseguiram firmar-se nos clubes, acabando depois por regredir na carreira.

Cristiano Ronaldo e Nani são as boas excepções, mas talvez fosse melhor os jogadores ficarem mais algum tempo nos clubes, ajudando-os a ganhar títulos, e só depois serem vendidos.

O meu receio é que André Gomes seja mais um a entrar para a lista dos que não triunfam lá fora à primeira, e tenho pena, pois gostava que ele fosse titular do Benfica nos próximos anos.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:01


4 comentários

Sem imagem de perfil

De Fonseca a 30.01.2014 às 06:26

Está a olhar apenas e só para a questão económica ignorando completamente a vertente desportiva. Quem viu o André G. jogar precisou apenas de 5 minutos para detectar um grande talento, mas talento não basta. Hugo Viana e Manuel Fernandes (foram vendidos sensivelmente com a mesma idade e jogam na mesma posição) foram bem ou mal vendidos? A meu ver foram excelentes vendas pois nunca confirmaram o seu talento.

O objectivo do Benfica quando vende jogadores é obter o máximo retorno possível, portanto esta venda (por 15M €?) apenas será negativa se nos próximos anos o André G. vier a ser vendido por um valor superior ou se confirmar o talento que tem jogando numa equipa mais forte que o Benfica a nível desportivo.

Está longe de estar provado que foi um mau negócio.

PS. A BTV já atingiu 280 mil assinantes segundo o Público de hoje.

Cumprimentos
Imagem de perfil

De Domingos Amaral a 31.01.2014 às 16:29

Caro leitor, eu nunca disse que foi um mau negócio, pelo contrário. O que digo é que tenho pena que ele não jogue no Benfica mais 2 ou 3 anos, pois acredito que nessa altura valeria mais.
Quanto à Benfica TV, está acima do que eu esperava, o que é uma boa notícia para o Benfica.
Cumprimentos, Domingos Amaral
Sem imagem de perfil

De hh a 31.01.2014 às 16:21

ainda fica cá mais 6 meses.
Sem imagem de perfil

De classificados em portugal a 26.02.2014 às 18:35

bem quando um fenomeno como o futebol motiva tantas pessoas

Comentar post



Sobre o autor

Domingos Amaral é professor de Economia dos Desportos (Sports Economics) na Universidade Católica Portuguesa. É também jornalista e escritor e tem o blog O Diário de Domingos Amaral.


Contacto

oeconomistadabola@gmail.com

Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2013
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D