Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Foi uma noite muito boa para os clubes portugueses na Liga Europa.

O Benfica fez um jogo enorme em Londres, vencendo o Tottenham por 1-3.

É muito difícil virar uma eliminatória depois de perder em casa, e ainda para mais quando se atravessa uma crise de confiança.

Ontem, o Tottenham mostrou todas as suas debilidades.

Tem bons jogadores, mas não é uma boa equipa.

Os jogadores não acreditam nas jogadas que fazem, e cometem erros atrás de erros.

Em comparação, o Benfica foi uma equipa concentrada, confiante, segura, e letal perto da baliza.

Em seis ou sete remates, fez 3 golos, e nunca deixou os ingleses controlar o jogo.

Talvez agora o dono do Tottenham já tenha percebido que mudar de treinador não resolveu nada.

André Villas-Boas foi despedido só por causa de duas duras derrotas por goleada, mas tinha melhor percentagem de vitórias do que Tim Sherwood.

Que não parece ter talento ou conhecimento para dar a volta às aflições.

Só uma calamidade impedirá o Benfica de seguir em frente.

 

O FC Porto também esteve bem, e a vitória contra o Nápoles é justa mas é curta.

No entanto, o 1-0 é um resultado dificílimo de virar, e a maior parte das equipas que ganha 1-0 na primeira mão segue em frente.

O San Paolo é um estádio com um ambiente terrível, mas o FC Porto tem experiência nessas situações, e pode aguentar a pressão.

Luís Castro está a conseguir estabilizar a equipa, e duas vitórias aumentaram a confiança dos jogadores.

Se o FC Porto jogar mais ligado, com um meio-campo mais consistente e compacto, será um osso muito duro de roer para o Nápoles.

Benitez, é certo, tem muito mais experiência, e adora provas a eliminar, onde é bem mais forte do que nos campeonatos.

E a equipa tem armas poderosas, desde Higuain a Hamsik, passando por Calejon e Zapata.

Será certamente um jogo muito interessante e bem disputado, mas para já a vantagem é do FC Porto.

 

Quanto aos adversários, alguns apontamentos curiosos:

- O Valência está praticamente apurado, mas a Juventus, que todos dizem ser o clube mais forte da Liga Europa, não conseguiu melhor que empatar em casa, 1-1, com a Fiorentina. A segunda mão, em Florença, não será fácil para a equipa de Conte, que apesar de dominar o campeonato, não consegue bons resultados nas competições europeias.

- Se a Juventus cair, Benfica e FC Porto, se passarem, ganham o estatuto de principais favoritos, ao lado do Valência e da Fiorentina.

- Dos outros clubes, os únicos perigosos são o Lyon, e o imprevisível Red Bull Salzburg, que tem sido uma excelente surpresa este ano.

Será que a Red Bull dá mesmo asas ao clube austríaco? E até onde pode ele voar?

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:30

Ontem, Benfica e FC Porto fizeram o que se esperava, e seguiram em frente na Liga Europa.

Na Luz, o Benfica confirmou que é claramente mais forte do que o PAOK, vencendo com facilidade.

Em Frankfurt, o jogo foi espectacular, o FC Porto esteve com um pé fora, mas recuperou epicamente, e o empate 3-3 garantiu a passagem.

É na Liga Europa que os clubes portugueses mais podem ter sucesso, pois a Champions está fora do nosso alcance neste momento.

Quem tem visto os jogos percebe que equipas como o Real Madrid, o Bayern, o Barcelona, o Paris Saint Germain, o Dortmund, o Chelsea ou o Atlético de Madrid estão noutra galáxia.

Mesmo o City ou o Arsenal, já para não falar no Zenit e no Schalke, não têm qualquer hipótese de seguir em frente.

Repare-se que o FC Porto teve muitas dificuldades contra o 13º da Bundesliga, o Eintracht; mas o Real Madrid goleou o Schalke em Gelsenkirchen por 6-1.

Há uma diferença colossal entre certas equipas europeias e as nossas, e por isso é preferível ser bom na Liga Europa em vez de ser humilhado na Champions.

 

Agora, seguem-se dois adversários muito fortes. Para o FC Porto, o Nápoles; para o Benfica, o Tottenham.

Comparem-se as qualidades em ambos os confrontos, para estimar as probabilidades das equipas portuguesas.

Em termos de ranking da UEFA, o FC Porto é o 11º, enquanto o Nápoles é o 31º. 

Nos últimos cinco anos, o FC Porto é uma equipa mais habituada do que a italiana a jogar bem na Europa.

Porém, se olharmos apenas para o coeficiente desta época, o Nápoles está à frente, pois fez uma fase de grupos da Champions bem melhor.

Quanto a treinadores, os italianos levam vantagem: Benitez é muito mais experiente que Paulo Fonseca, já venceu uma Champions e uma Liga Europa, com Liverpool e Chelsea.

Em termos de valor do plantel, segundo o site transfermarkt, o do Nápoles vale 253 milhões de euros, e tem jogadores muito bons como Reina, Hamsik, Higuain, Callejón, embora a defesa não seja muito forte.

Já o FC Porto, tem um plantel avaliado em 183 milhões de euros, com Jackson, Mangala e Fernando.

É difícil dizer quem é mais forte, e internamente estão ambos em 3º nas respectivas ligas, um pouco abaixo do que se esperava.

Segundo o Euro Club Index, o Nápoles tem mais possibilidades de chegar à final (8,8%) do que o FC Porto (5,5%), mas a diferença é curta.

Será uma eliminatória imprevisível, com uma pequena vantagem para os italianos, pois jogam a segunda mão em casa.

 

No caso do Benfica e dos ingleses, as coisas são também equilibradas.

No ranking da UEFA, o Benfica é o 6º classificado, enquanto o Tottenham está apenas em 19º lugar.

No ano passado, os Spurs ficaram-se pelos quartos-de-final da liga Europa, tendo sido eliminados pelo Basileia, enquanto o Benfica chegou à final de Amesterdão.

No que toca a treinadores, parece-me que o Benfica tem clara vantagem, pois Jesus é muito mais experiente e bem sucedido do que Tim Sherwood.

Já quanto ao valor dos plantéis, são os ingleses têm vantagem.

No transfermarkt, o clube inglês tem uma equipa avaliada em 271 milhões de euros, com jogadores como Lloris, Vertonghen, Dembelé, Eriksen, Lamela, Lennon, Soldado ou Adebayor

Quanto ao Benfica, tem uma equipa avaliada em 190 milhões de euros, com jogadores como Garay, Salvio, Gaitan, Cardozo ou Markovic.

Porém, segundo o Euro Club Index, o Benfica tem mais possibilidades de chegar à final que o Tottenham, 12,4% contra 6% dos ingleses, o que demonstra uma certa vantagem encarnada.

Será também uma eliminatória muito equilibrada e empolgante, embora me pareça que o Benfica é ligeiramente favorito, até porque joga a segunda mão na Luz.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:16

Como aqui escrevi logo depois da segunda jornada da Champions, este ano FC Porto e Benfica não têm andamento para a maior competição europeia.

Após as derrotas contra o Atlético de Madrid, no Dragão, e contra o PSG, em Paris, pareceu-me que ambas as equipas só podiam aspirar à Liga Europa.

Como se viu ontem, e na terça, assim foi. 

 

Apesar de tudo, o Benfica portou-se bem melhor do que o FC Porto, pois conseguiu fazer 10 pontos, o que é muito na Champions, e é pena que não dê para seguir em frente.

Foi sobretudo o jogo com o Olympiakos em casa, no meio de grande chuvada, que estragou tudo. Tivesse o Benfica vencido esse jogo e outro galo cantaria, mas a verdade é que não venceu.

De qualquer forma, dos 8 clubes que caiem para a liga Europa, o Benfica foi o segundo melhor, só ultrapassado pelo Nápoles, que mesmo fazendo 12 pontos não conseguiu seguir em frente.

Atrás do Benfica, e a caminho da Liga Europa, estão Shaktar, Basileia e Ajax, com 8 pontos na fase de grupos da Champions, Juventus, com 6; FC Porto, com 5 pontos, e Victoria Pilzen, com apenas 3 pontos.

 

Como se vê, para o FC Porto foi um ano muito mau na Champions. 

Apenas uma vitória, em Viena, dois empates, em São Petersburgo e em casa com o Áustria, e 3 derrotas, duas das quais em casa.

Julgo que é o pior ano de sempre dos azuis e brancos na Champions, e só a vitória na primeira jornada, na Áustria, lhes garantiu a Liga Europa, pois acabaram por ficar com os mesmos pontos que o último classificado, o Áustria.

Longe vão os tempos em que o presidente Pinto da Costa e o capitão da equipa, Lucho, diziam que tinham um forte desejo de jogar a final na Luz.

Na realidade, essas frases, tal como os desejos de Vieira e Jesus, eram puro delírio, e mais valia não terem sido proferidas pois agora soam a um atroz ridículo.

 

E quanto a dinheiro, como foram as coisas?

O Benfica já embolsou 12,3 milhões de euros, sendo que 8,6 milhões são o prémio de presença, 3 milhões são pelas 3 vitórias; meio milhão é pelo empate; e há ainda 200 mil euros pela passagem à Liga Europa.

Quanto ao FC Porto, o valor é um pouco menor, apenas 10,8 milhões de euros. São 8,6 milhões pela presença, 1 milhão pela única vitória, 1 milhão pelos 2 empates, e mais 200 mil euros pela passagem à Liga Europa.   

 

Para ambos os clubes, sobretudo para o FC Porto, é um pouco abaixo do que tinham estimado, pois ambos estavam a contar com mais 3,5 milhões do prémio por ir aos oitavos de final, que não veio.

Mas, ambos têm possibilidade de recuperar estes valores na Liga Europa, sobretudo se chegarem à final.

Chegar à final da Liga Europa é muito semelhante a ir aos quartos de final da Champions, e melhor do que ficar pelos oitavos.

O ano passado, o Benfica faturou 21,7 milhões em prémios totais da UEFA (incluindo fase de grupos da Champions e ida até à final da Liga Europa em Amesterdão), apenas um pouco menos do que no anterior, em que facturou 22,37 milhões e chegou aos quartos de final da Champions, sendo eliminado pelo Chelsea.

 

Portanto, se FC Porto e Benfica se empenharem, e conseguirem ir até à final da Liga Europa, o rombo financeiro será muito pequeno.

É isso possível?

Há equipas fortes, além das que caiem da Champions, onde estão Nápoles, Juventus, Ajax ou Shaktar. 

O Valência, a Lazio, o Tottenham, o Sevilha, são equipas difíceis, mas penso que tanto Benfica como FC Porto estão no lote dos favoritos.

Veremos como as coisas correm, e como será o sorteio. 

Mas, seja como for, é evidente que a Liga Europa é que é competição mais adequada para os clubes portugueses.

A Champions não é para o nosso dente.  

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:05


Sobre o autor

Domingos Amaral é professor de Economia dos Desportos (Sports Economics) na Universidade Católica Portuguesa. É também jornalista e escritor e tem o blog O Diário de Domingos Amaral.


Contacto

oeconomistadabola@gmail.com

Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2013
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D